Prefeito busca reativar projeto Pirayawara para Amaturá

O prefeito Joaquim Corado esteve reunido com a secretária executiva adjunta da Seduc, Ana Maria Freitas para tratar da liberação do convênio do programa de formação de professores indígenas, o projeto Pirayawara. 
O projeto era para ter sido implementado em maio deste ano. A troca de secretários, o período eleitoral com a proibição de celebração de convênios conforme determina a legislação eleitoral e o decreto do governador eleito na eleição suplementar, Amazonino Mendes em suspender todos os convênios após assumir o governo, acabou prejudicando a implantação do projeto em Amaturá. 
Nesta quarta-feira (29/11), Corado com apoio do corpo técnico da Seduc conseguiu que o processo para a assinatura do convênio fosse reativado.
Dividido em três etapas, o projeto Pirayawara tem por objetivo a formação de 82 professores indígenas. Inicialmente o convênio está orçado em R$ 520 mil com a contrapartida da Prefeitura na ordem de R$ 57 mil reais. 
Para Joaquim Corado há necessidade urgente de melhorar os índices educacionais nas escolas indígenas.

Fonte: Assessoria de Comunicação