Corado se reúne na Funasa para tratar de projetos de água

O prefeito de Amaturá Joaquim Corado acompanhado da representante do município em Manaus, Tahani Mohamed Elmenoufi reuniu com o superintendente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Wenderson Monteiro. Na pauta do encontro o novo projeto de elaboração do novo sistema de captação de água para a sede do município avaliado em R$ 13 milhões e a implantação do sistema Salta Z em comunidades.
O novo projeto de captação e abastecimento de água, está em fase de elaboração da Companhia de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Ciama) está orçado em R$ 13 milhões. Segundo prefeito Joaquim Corado, do total previsto R$ 1 milhão é de emenda aprovada do senador Eduardo Braga. O restante, R$ 12 milhões são recursos do Governo do Estado.
A Funasa é parceira da Prefeitura Municipal de Amaturá na implantação do sistema Salta Z em comunidades cujos moradores enfrentam dificuldades na captação de água potável.
O primeiro sistema foi implantado na comunidade de Tambaqui no primeiro semestre.
Atualmente mais três sistemas estão em fase de implantação nas comunidades de Maraitá I, Maraitá II e Palmeiras do Norte. Nestas três comunidades 116 famílias serão beneficiadas.
O Salta Z é um filtro utilizado na clarificação, filtração e desinfecção de águas captadas nos rios ou de poços artesianos.
“A implantação desses filtros ajuda na melhoria da qualidade de vida das comunidades na medida em que utilizam água tratada. Isso evita que os moradores contraiam doenças de veiculação hídrica”, observou o prefeito Joaquim Corado.
No encontro Corado e Wenderson discutiram aspectos do Entreo Estadual de Saneamento Básico a ser realizado nos dias seis e sete de outro em Manaus. Participam desse encontro Prefeitos Municipais, Ciama. SEMA, Funasa, Ipaam e Governo do Estado.O prefeito de Amaturá Joaquim Corado acompanhado da representante do município em Manaus, Tahani Mohamed Elmenoufi reuniu com o superintendente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Wenderson Monteiro. Na pauta do encontro o novo projeto de elaboração do novo sistema de captação de água para a sede do município avaliado em R$ 13 milhões e a implantação do sistema Salta Z em comunidades.
O novo projeto de captação e abastecimento de água, está em fase de elaboração da Companhia de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Ciama) está orçado em R$ 13 milhões. Segundo prefeito Joaquim Corado, do total previsto R$ 1 milhão é de emenda aprovada do senador Eduardo Braga. O restante, R$ 12 milhões são recursos do Governo do Estado.
A Funasa é parceira da Prefeitura Municipal de Amaturá na implantação do sistema Salta Z em comunidades cujos moradores enfrentam dificuldades na captação de água potável.
O primeiro sistema foi implantado na comunidade de Tambaqui no primeiro semestre.
Atualmente mais três sistemas estão em fase de implantação nas comunidades de Maraitá I, Maraitá II e Palmeiras do Norte. Nestas três comunidades 116 famílias serão beneficiadas.
O Salta Z é um filtro utilizado na clarificação, filtração e desinfecção de águas captadas nos rios ou de poços artesianos.
“A implantação desses filtros ajuda na melhoria da qualidade de vida das comunidades na medida em que utilizam água tratada. Isso evita que os moradores contraiam doenças de veiculação hídrica”, observou o prefeito Joaquim Corado.
No encontro Corado e Wenderson discutiram aspectos do Entreo Estadual de Saneamento Básico a ser realizado nos dias seis e sete de outro em Manaus. Participam desse encontro Prefeitos Municipais, Ciama. SEMA, Funasa, Ipaam e Governo do Estado.

Fonte: Assessoria de Comunicação