Corado destaca avanços na Saúde, Educação e no Social em Amaturá

A reabertura dos trabalhos na Câmara Municipal de Amaturá realizada manhã desta segunda-feira (18/02) foi marcada com a apresentação da mensagem do prefeito do município Joaquim Corado ao apresentar o balanço da administração referente ao ano de 2018 e projeções para 2019. Em quase três horas de sessão solene presidida pelo novo presidente Orlandino Araújo, o Prefeito destacou as principais ações desenvolvidas nas áreas da Saúde, Educação, Assistência Social, Produção e Abastecimento, Infraestrutura dentre outras pastas ao longo do ano passado.
Após iniciar sua fala onde ressaltou a importância do Poder Legislativo, o prefeito entregou para a Câmara Municipal, uma planilha de todos os convênios com os governos estadual e federal que dependem de liberação de recursos. Destacou o pequeno orçamento do município, em 2019 pouco mais de R$ 29 milhões, daí da necessidade de buscar convênios para obtenção de recursos para obras para o município.
No início de sua fala Joaquim Corado convidou os vereadores para a inauguração da Unidade Básica de Saúde na Comunidade de São Sebastião na próxima quarta-feira (20/02). “Nós fizemos sem dinheiro do Governo Federal e do Governo Estadual. Fizemos economizando em outros gastos”, observou.
O prefeito usou da franqueza ao destacar a necessidade de a Prefeitura cumprir com a legislação ao exigir das Prefeituras a cobrança de tributos municipais. Comunicou aos vereadores a notificação recebida pelo Poder Executivo, no qual a Procuradoria de Contas do Tribunal de Contas do Estado exige que a Prefeitura execute a cobrança de tributos. “O povo de Amaturá tem que entender. Que pague dez reais, mas que pague”, assinalou. Para o Prefeito as cobranças devem levar em conta a renda dos moradores até mesmo podendo chegar a isenção até a cobrança de tarifa mínima, no que tange ao IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano).
Na área da saúde citou que em 2018, a Prefeitura custeou 800 passagens de barcos e outras 100 de lanchas para o transporte de pacientes para tratamento fora do domicílio, além do apoio oferecido pela Casa de Apoio com transporte dos doentes, acompanhamento em consultas e exames.
Ainda na área da Saúde, a mensagem entregue para a Câmara, destaca outras ações desenvolvidas, como as 43 cirurgias de catarata, distribuição de 500 óculos, 37 cirurgias eletivas, ações das campanhas de vacinas, onde Amaturá bateu 104 por cento da meta.
No âmbito da Educação o prefeito apontou a implantação do Plano de Cargos, Salários e Carreiras abrangendo os 165 professores efetivos, a atualização do piso nacional, a implantação da língua Tikuna no Currículo escolar, reativação do Projeto Pirayawara, criação de 12 conselhos escolares habilitando-os a receberem recursos do Ministério da Educação (MEC) – programa Dinheiro na Escola -, melhoria no acompanhamento dos alunos cumprindo as metas do Bolsa Família, a retomada da construção de oito escolas em convênio com FNDE paralisadas desde 2016 e a construção com recursos próprios de outras quatro escolas.
No campo da Assistência Social, Joaquim Corado destacou a emissão de 1.184 emissões de Cédulas de Identidade e Carteira de Trabalho, dos quais 329 aos indígenas residentes na sede e na zona rural, a implantação do INSS digital e a ação do INSS Itinerante, resultando aproximadamente 300 benefícios concedidos. “Mais de dois milhões em benefícios circularam no município movimentando o comércio”, pontificou.
Ainda no âmbito da Assistência Social, foram realizados 2.587 atendimentos no Setor de Cadastro Único e Bolsa Família; 226 atendimentos através do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF), além do cumprimento a outros programas. Para reforçar o atendimento na área rural, a Prefeitura adquiriu no ano passado uma lancha para que os colaboradores executassem a busca ativa nas comunidades de Amaturá, ampliando assim o leque das ações.
Joaquim Corado citou outras ações desenvolvidas pela Prefeitura como na área do Esporte com a concessão de bolsa-atletas a três esportistas amaturaenses, o custeio da equipe de Futsal atualmente participação da Copa Rede Amazônica de Futsal em Manaus. Na área da Cultura, a criação da Sala de Música e a vinda para o município de um maestro para capacitar e legalizar os músicos locais perante a Ordem dos Músicos e de um artista plástico para ministrar oficinas às crianças e adolescentes do município.
Joaquim Corado assinalou que a Prefeitura vem trabalhando no sentido de melhorar as condições de vida da população, mesmo diante das dificuldades. Um exemplo citado por ele é em relação aos implementos agrícolas recebidos pela Prefeitura. É que por exigência do Ministério Público, só podem ter acesso aos implementos produtores que possuam o Cadastro Ambiental Rural (CAR) e Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), além de outros documentos. Segundo Corado, os produtores de Amaturá não possuem o CAR. Para tanto solicitou do Departamento Jurídico da Secretaria de Estado da Produção Rural, orientações sobre possível substituição desses documentos. (Fotos: Christian Nogueira/Eduardo Gomes)

Fonte: Assessoria de Comunicação