Amaturá terá R$ 11 milhões para melhorar o abastecimento de água

Amaturá, a 907 km de Manaus, foi um dos municípios contemplados com o projeto de saneamento básico anunciado na manhã de hoje (12/06) pelo governador do Estado Wilson Lima. Ao todo o Governador anunciou investimentos na ordem de R$ 170 milhões, recursos estes que estavam disponibilizados para os municípios através da Fundação Nacional de Saúde desde 2016 mas que por falta de projetos adequados e de documentação impediam a liberação do recurso. Para melhorar o sistema de abastecimento de água na sede, Amaturá conta com investimentos na ordem de R$ 11 milhões de reais. 
O prefeito Joaquim Corado esteve presente na solenidade presidida pelo governador na sede do Governo no bairro da Compensa. Na solenidade foram entregues os primeiros projetos elaborados pela Companhia de Desenvolvimento do Amazonas (Ciama). Nesta primeira etapa foram contemplados os municípios de Benjamin Constant, Itapiranga, Maraã, Tabatinga e Juruá. Nestes municípios serão investidos pouco mais de R$ 11 milhões em ampliação, nova estação de tratamento de água.
A Ciama tem o prazo de até 31 de dezembro deste ano para entregar os projetos de saneamento dos municípios de Amaturá, Autazes, Boca do Acre, Tapauá, Uarini, Urucará, Urucurituba, Novo Airão, Novo Aripuanã, Nhamundá e Santo Antônio do Içá. 
“Esses recursos estavam praticamente perdidos. Felizmente o Governador e a Funasa conseguiram resgatar esse projeto de saneamento básico e que vai melhorar em muito os sistemas de abastecimento de água em nossos municípios”, afirmou o prefeito Joaquim Corado.
Por iniciativa do Prefeito, Amaturá foi beneficiada com uma emenda do senador Eduardo Braga (MDB) no valor de R$ 1 milhão. Com este projeto do Governo do Estado, serão investidos mais R$ 10 milhões, ambos para melhorar o sistema de captação e distribuição de água na sede do município.
Falando para uma plateia formada por prefeitos, o governador Wilson Lima lamentou que esses recursos não tenham sido aplicados pelos governos passados. Ele reafirmou o compromisso de seu governo em melhorar as condições de vida no interior do Estado. 
Para o aproveitamento do recurso o Governador determinou a formação de uma força-tarefa da Ciama com a Funasa na elaboração dos projetos, viabilizando assim a melhoria no saneamento básico nos municípios até 31 de dezembro de 2020. 
Dos R$ 170 milhões, R$ 118 milhões serão investidos nos sistemas de abastecimento de água e outros R$ 52 milhões para o esgotamento sanitário.

Fonte: Assessoria de Comunicação